SAL- (Alvará).-

Ley porque V. Magestade há por bem, que nenhum official da fabrica de marinhas, & lavor do sal, naturaes destes Reynos, passe para os estranhos a ensinar a fabricar marinhas, nem trabalhar na cultura do Sal, sob pena de morte, & confiscação de bens, pela maneira que acima se declara... -Lisboa a quinze de Fevereiro de mil seiscentos & noventa & cinco... -

Ley porque V. Magestade há por bem, que nenhum official da fabrica de marinhas, & lavor do sal, naturaes destes Reynos, passe para os estranhos a ensinar a fabricar marinhas, nem trabalhar na cultura do Sal, sob pena de morte, & confiscação de bens, pela maneira que acima se declara... -Lisboa a quinze de Fevereiro de mil seiscentos & noventa & cinco... -

Ref.: B0193

Não Disponível
Notificar-me quando disponível
Inserir Dados

LEY PORQUE V. MAGESTADE HÁ POR BEM, QUE NENHUM OFFICIAL DA FABRICA DE MARINHAS, & LAVOR DO SAL, NATURAES DESTES REYNOS, PASSE PARA OS ESTRANHOS A ENSINAR A FABRICAR MARINHAS, NEM TRABALHAR NA CULTURA DO SAL, SOB PENA DE MORTE, & CONFISCAÇÃO DE BENS, PELA MANEIRA QUE ACIMA SE DECLARA... -LISBOA A QUINZE DE FEVEREIRO DE MIL SEISCENTOS & NOVENTA & CINCO... -

P.f. preencha e envie o formulário - quando esta obra estiver disponível receberá um e-mail automático a dar-lhe conta
Nome
Endereço de e-mail

(Lisboa): S.n., 1695.-(4)p.;28cm.-C

Alvará seiscentista declarando a indústria do sal como segredo de Estado.

Cartonagem em papel marmoreado. Inscrição e rubrica, coevas no rosto.



Mais obras do(s) tema(s)   Legislação antiga  |   Indústria