TEXTEIS.- Alvará porque V. M. há por bem declarar, que na prohibição dos panos obrados fóra do Reyno, se comprehendem os Droguetes panos, para delles se nam usar, nem despacharem nas Alfandegas... Lisboa, 28 de Setembro de 1688.


Ref.: B0768

Não Disponível
Notificar-me quando disponível
Inserir Dados

TEXTEIS.- ALVARÁ PORQUE V. M. HÁ POR BEM DECLARAR, QUE NA PROHIBIÇÃO DOS PANOS OBRADOS FÓRA DO REYNO, SE COMPREHENDEM OS DROGUETES PANOS, PARA DELLES SE NAM USAR, NEM DESPACHAREM NAS ALFANDEGAS... LISBOA, 28 DE SETEMBRO DE 1688.

P.f. preencha e envie o formulário - quando esta obra estiver disponível receberá um e-mail automático a dar-lhe conta
Nome
Endereço de e-mail

Lisboa: S.n., 1688.- (4)p.; 28cm.-C

Este alvará seiscentista de D. PedroII acrescenta ás anteriores "pragmáticas" e probições de importar texteis estrangeiros, os "droguetes" que eram panos de lã mais grosseiros e que por não serem evidente sinal de luxo, não estavam abrangidos por aquelas leis. É de evidente significado para a história da nossa industria têxtil. Arouca (Alv.265)

Cartonagem em papel estampado. Marginalia coeva.



Mais obras do(s) tema(s)   Legislação antiga  |   Indústria