PAPEL MOEDA.- (Alvará).- " Alvará com força de Lei, por que V. A. Real há por bem Mandar receber no seu Real Erário hum Emprestimo de Doze Milhões de Cruzados; incluindo huma Loteria Real; segurando tudo com Impostos novos, e dando as Providencias, Privilegios, e Izempções, qure lhe são competentes...- Dado no Palacio de Queluz em 7 de Março de 1801

PAPEL MOEDA.- (Alvará).- \

Ref.: B2197

Não Disponível
Notificar-me quando disponível
Inserir Dados

PAPEL MOEDA.- (ALVARÁ).- \" ALVARÁ COM FORÇA DE LEI, POR QUE V. A. REAL HÁ POR BEM MANDAR RECEBER NO SEU REAL ERÁRIO HUM EMPRESTIMO DE DOZE MILHÕES DE CRUZADOS; INCLUINDO HUMA LOTERIA REAL; SEGURANDO TUDO COM IMPOSTOS NOVOS, E DANDO AS PROVIDENCIAS, PRIVILEGIOS, E IZEMPÇÕES, QURE LHE SÃO COMPETENTES...- DADO NO PALACIO DE QUELUZ EM 7 DE MARÇO DE 1801

P.f. preencha e envie o formulário - quando esta obra estiver disponível receberá um e-mail automático a dar-lhe conta
Nome
Endereço de e-mail

Lisboa: Na Regia Officina Typografica, 1801.- 9p.; 30cm.-C

Trata-se do " 2º empréstimo" motivado pela guerra entre Portugal e Espanha, que viria a ficar conhecida pela " Guerra das Laranjas", e que originou não só uma significativa emissão de "Apólices do Real Erário" mas também " bilhetes" de uma Lotaria Real. Peça significativa para a história do papel-moeda em Portugal.

Cartonagem em papel marmoreado. Insignificantes picos de traça marginais



Mais obras do(s) tema(s)   Legislação antiga  |   Papel de valor