FACAS

Alvará, por que V. Magestade há por bem declarar, e ampliar a Carta de Lei de vinte e cinco de Junho de mil setecentos quarenta e nove, para effeito tão sómente de izentar aos Officiaes das Alfandegas de fazer quebrar as pontas das facas, e mais instrumentos, que costumam ter despacho nas mesmas Alfandegas... dado no Palacio de Nossa Senhora da Ajuda em 26 Outubro 1776

Alvará, por que V. Magestade há por bem declarar, e ampliar a Carta de Lei de vinte e cinco de Junho de mil setecentos quarenta e nove, para effeito tão sómente de izentar aos Officiaes das Alfandegas de fazer quebrar as pontas das facas, e mais instrumentos, que costumam ter despacho nas mesmas Alfandegas... dado no Palacio de Nossa Senhora da Ajuda em 26 Outubro 1776

Ref.: B0614

Preço: €45.00

 

ALVARÁ, POR QUE V. MAGESTADE HÁ POR BEM DECLARAR, E AMPLIAR A CARTA DE LEI DE VINTE E CINCO DE JUNHO DE MIL SETECENTOS QUARENTA E NOVE, PARA EFFEITO TÃO SÓMENTE DE IZENTAR AOS OFFICIAES DAS ALFANDEGAS DE FAZER QUEBRAR AS PONTAS DAS FACAS, E MAIS INSTRUMENTOS, QUE COSTUMAM TER DESPACHO NAS MESMAS ALFANDEGAS... DADO NO PALACIO DE NOSSA SENHORA DA AJUDA EM 26 OUTUBRO 1776

P.f. preencha e envie o formulário - quando esta obra estiver disponível receberá um e-mail automático a dar-lhe conta
Nome
Endereço de e-mail

(Lisboa): Na Regia Officina Typografica, 1776.-(4)p.; 29cm.-B.

Este curioso alvará pombalino acaba com a obrigação de se quebrarem as pontas ás facas importadas, obrigação essa estabelecida quase um século antes para obviar um pouco ás escaramuças e assassinatos perpetrados com esse tipo de armas, visto que elas serviam também na época para utilizar ás refeições.

n.d.



Mais obras do(s) tema(s)   Armas / Weapons