SEGUROS

Alvará, pelo qual V. Magestade há por bem unir, e incorporar na Jurisdicção, e Inspecção privativa da Real Junta do Commercio a propriedade do Officio de Corretor, e Provedor de Seguros da Praça de Lisboa, debaixo das Condições, e Pensões nelle expressas... dado no Palacio de Queluz em 11 de Agosto de 1791

Alvará, pelo qual V. Magestade há por bem unir, e incorporar na Jurisdicção, e Inspecção privativa da Real Junta do Commercio a propriedade do Officio de Corretor, e Provedor de Seguros da Praça de Lisboa, debaixo das Condições, e Pensões nelle expressas... dado no Palacio de Queluz em 11 de Agosto de 1791

Ref.: B0609

Preço: €75.00

 

ALVARÁ, PELO QUAL V. MAGESTADE HÁ POR BEM UNIR, E INCORPORAR NA JURISDICÇÃO, E INSPECÇÃO PRIVATIVA DA REAL JUNTA DO COMMERCIO A PROPRIEDADE DO OFFICIO DE CORRETOR, E PROVEDOR DE SEGUROS DA PRAÇA DE LISBOA, DEBAIXO DAS CONDIÇÕES, E PENSÕES NELLE EXPRESSAS... DADO NO PALACIO DE QUELUZ EM 11 DE AGOSTO DE 1791

P.f. preencha e envie o formulário - quando esta obra estiver disponível receberá um e-mail automático a dar-lhe conta
Nome
Endereço de e-mail

(Lisboa): Na Regia Officina Typografica, 1791.-&, 7p.;29cm.-B.

Trata-se do primeiro diploma régio a regulamentar a actividade dos seguros em Portugal, estabelecendo a regulamentação da "Casa dos Seguros da Cidade de Lisboa" . De evidente significado para a história dos Seguros em Portugal e no Brasil

n.d.



Mais obras do(s) tema(s)   Legislação antiga